Ministério da Saúde distribuirá, até dia 15, doses suficientes para vacinar todas as crianças com a 1ª dose contra covid, diz Queiroga

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou que a pasta distribuirá até 15 de fevereiro “doses suficientes para vacinar todas as crianças [de 5 a 11 anos]” com a 1ª aplicação contra a covid-19.

A declaração foi realizada nesta 4ª feira (2.fev.2022) a jornalistas no Congresso Nacional. Queiroga acompanhou a sessão de abertura dos trabalhos do Legislativo em 2022.

Há 20,5 milhões de brasileiros de 5 a 11 anos, segundo cálculo do IBGE. O Brasil precisa de 45 milhões de doses para vacinar todas as crianças de 5 a 11 anos com duas doses –considerando 10% de reserva técnica. Para só a 1ª dose, é necessário a metade (22,5).

O secretário-executivo da Saúde, Rodrigo Cruz, afirmou que já há no Brasil 18,5 milhões de doses para serem aplicadas em crianças. Eis o estoque:

6 milhões de doses da Coronavac no estoque do governo federal em Guarulhos;
6,4 milhões de doses da CoronaVac nas redes estaduais e municipais;
6,1 milhões de doses pediátricas da Pfizer já distribuídas aos Estados.
A próxima entrega da Pfizer (de 1,8 milhões de doses) será em 7 de fevereiro. A remessa seguinte (também de 1,8 milhões) deve ser em 14 de janeiro.

O ministério costuma distribuir as doses no dia seguinte à chegada das vacinas no país. Com o envio, o Brasil terá 22,1 milhões de injeções em 15 de fevereiro, o suficiente para a 1ª aplicação em todas as crianças.

2ª dose

O Ministério da Saúde está negociando mais 10 milhões de doses com o Instituto Butantan, que afirmou ter o volume de doses disponível para entregue imediata.

O secretário Rodrigo Cruz afirmou que a compra deve ser firmada no começo da próxima semana (7 a 11 de fevereiro). Ele disse que essas doses devem ficar para a 2ª aplicação nas crianças.

O país terá ao menos 20 milhões de doses pediátricas da Pfizer até março. Está negociando a entrega de mais 3 milhões de vacinas com a farmacêutica no período. Com o quantitativo, terá doses suficientes para as duas aplicações em toda a faixa etária de 5 a 11 anos (considerando a reserva técnica).

Eleições 2022

Nesta 4ª feira no Congresso, Queiroga se definiu como um “quadro técnico bolsonarista”. Ele havia sido questionado por jornalistas se ficaria no cargo de ministro da Saúde até o final do governo ou se disputaria as eleições deste ano.

“Vamos cumprir as missões que o presidente nos delegou. Eu sou médico a mais de 30 anos, nunca militei na vida política partidária, mas hoje sou um quadro técnico bolsonarista“, disse.

A lei determina que candidatos saiam do Executivo ao menos 6 meses antes da eleição –ou seja, até o fim de março. Queiroga ainda não anunciou sua candidatura.

Poder 360

Covid-19: portaria altera regras para afastamento do trabalho

O Ministério da Saúde publicou hoje (25) portaria diminuindo de 15 para dez dias o prazo de afastamento dos trabalhadores com casos confirmados do novo coronavírus, suspeitos ou que tiveram contato com casos suspeitos. O texto, assinado em conjunto com o Ministério do Trabalho e Previdência, diz ainda que o período de afastamento pode ser reduzido para sete dias, caso o funcionário apresente resultado negativo em teste por método molecular (RT-PCR ou RT-LAMP) ou teste de antígeno a partir do quinto dia após o contato.


A redução para sete dias também vale para os casos suspeitos desde que o trabalhador esteja sem apresentar febre há 24 horas, sem tomar remédios antitérmico e com a melhora dos sintomas respiratórios.


As novas regras alteram uma portaria de junho de 2020, que trouxe regras para a adoção prioritária do regime de teletrabalho, entre outros pontos. O documento atual diz que, na ocorrência de casos suspeitos ou confirmados da covid-19, o empregador pode adotar, a seu critério, o teletrabalho com uma das medidas para evitar aglomerações.

No caso dos trabalhadores com 60 anos ou mais ou que apresentem condições clínicas de risco para desenvolvimento de complicações da covid-19, o texto diz que eles devem receber atenção especial e também coloca a adoção do trabalho remoto como uma medida alternativa para evitar a contaminação, a critério do empregador. Antes, a indicação do governo era de que o trabalho remoto deveria ser priorizado.


Pela portaria, as empresas devem prestar informações sobre formas de prevenção da doença, como o distanciamento social, e reforçar a necessidade de procedimentos de higienização correta e frequente das mãos com utilização de água e sabonete ou, caso não seja possível a lavagem das mãos, com sanitizante adequado como álcool a 70%.


As empresas também devem disponibilizar recursos para a higienização das mãos próximos aos locais de trabalho, incluído água, sabonete líquido, toalha de papel descartável e lixeira, cuja abertura não demande contato manual, ou sanitizante adequado para as mãos, como álcool a 70%.


O texto diz que as empresas devem adotar medidas para evitar aglomerações nos ambientes de trabalho, como a manutenção da distância mínima de um metro entre os trabalhadores e entre os trabalhadores e o público e o uso de máscara.


A portaria determina ainda que as empresas devem manter registro atualizado à disposição dos órgãos de fiscalização das medidas tomadas para a adequação dos ambientes de trabalho para a prevenção da covid-19 e também dos casos suspeitos; casos confirmados; trabalhadores que tiveram contato com casos confirmados no ambiente de trabalho.


Nessa última situação, os trabalhadores que tiveram contato próximo de caso suspeito da covid-19 “devem ser informados sobre o caso e orientados a relatar imediatamente à organização o surgimento de qualquer sinal ou sintoma relacionado à doença”.

FALTA DE PLANEJAMENTO: Administração de Saúde Pública de Mossoró entra em COLAPSO

O sistema de saúde colapsou em mais uma região do Rio Grande do Norte.

Não há mais espaço para tanta gente com Covid em Mossoró, a segunda maior cidade do estado.

A desorganização e falta de planejamento da Secretária Municipal de Saúde em Mossoró, colabora para toda situação que o Mossoroense está vivendo.

Além de falta de medicamentos, o mossoroense terá que esperar em grandes filas para fazer o teste “rápido” da COVID. Com a grande demanda a Prefeitura de MOSSORÓ poderia colocar às testagem em postos de saúde, facilitando a vida do povo e evitando aglomerações de gente nas UPAs e agora no Ginásio Pedro Ciarlini.
Mas não para por aí, veja a situação de quem trabalha na saúde, Médicos e Profissionais da Saúde estão com seus salário atrasado e insalubridade cortada, esse é quadro da desastrosa saúde em MOSSORÓ.

“Eu, que sou profissional da saúde, que tanto trabalho em busca de salvar vidas, tenho que passar por essa situação. Ao invés de ir para a minha casa para daqui a pouco voltar novamente para o plantão, tenho que ir atrás de dinheiro emprestado, pois estou a quase 3 meses sem receber salário, relata funcionários da Maternidade Almeida Castro.

Há funcionários que estão faltando por não te como ir trabalhar, pois estão sem dinheiro para o combustível, outros relatam que estão com a energia da sua residência cortada, isso é uma vergonha a Administração Pública de Mossoró.
“Só Jesus para tirar nós dessa situação” concluiu um Profissional da Saúde que não quis se identificar com medo de retaliação.

Vacina não causou reação em criança de Lençóis Paulista, diz Governo de SP

O Centro de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo disse, nesta quinta-feira (20), que a vacina contra Covid-19 não causou parada cardíaca em criança de 10 anos, em Lençóis Paulista.

A investigação foi feita por mais de dez especialistas e apontou que a criança possuía uma doença congênita rara, desconhecida até então pela família, que desencadeou o quadro clínico. “Não existe relação causal entre a vacinação e quadro clínico apresentado”, afirma o órgão em nota.

A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo reforçou ainda a importância da vacinação e reafirmou “que todos os imunizantes aprovados pela Anvisa são seguros e eficazes”.

A farmacêutica Pfizer, fabricante do imunizante contra a Covid, informa que assim que teve conhecimento do caso, foi submetido um relato de potencial evento adverso para a área de farmacovigilância, conforme procedimento da empresa.

A companhia informou, no entanto, que já distribuiu mais de 2.6 bilhões de doses da vacina em 166 países e não há alertas de segurança graves relacionados ao imunizante.

Campanha de vacinação havia sido paralisada

Uma criança apresentou alterações em batimentos cardíacos. Segundo relatos dos pais, chegou a desmaiar 12 horas após a aplicação da vacina. Ela foi levada à rede de saúde particular para atendimento, em Botucatu, onde permanece estável e sob observação, de acordo com a família.

O fato levou a Prefeitura Municipal de Lençóis Paulista a suspender a campanha de vacinação de crianças por sete dias no município a partir da última quarta-feira (19). No entanto, pais ou responsáveis da cidade ainda podem ligar na Central de Saúde e realizar agendamento caso queiram vacinar as crianças nesse período.

O Comitê de Enfrentamento à Covid-19 de Lençóis Paulista ainda ressaltou que “não existe dúvida sobre a importância da vacinação infantil” e que o prazo foi dado para acompanhar e monitorar as 46 crianças lençoenses vacinadas até o momento.

Cnn

Brasil registra recorde de 132 mil casos conhecidos de Covid em 24 h; média móvel também supera pior marca


O Brasil registrou nesta terça-feira (18) o recorde de 132.254 novos casos conhecidos de Covid-19 em 24 horas, chegando ao total de 23.215.551diagnósticos confirmados desde o início da pandemia. Com isso, a média móvel de casos nos últimos 7 dias foi a 83.630 – a maior marca registrada até aqui, superando pela primeira vez o pico de junho de 2021 (quando chegou a 77.295). Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de +575%, indicando tendência de alta nos casos da doença.

passaporte vacinal passa a ser exigido em shoppings, bares e restaurantes do RN

O governo publicou nesta terça-feira (18) o decreto que exige o passaporte vacinal para entrada em shoppings, cinemas, bares e restaurantes do Rio Grande do Norte. O decreto passa a valer a partir de sexta-feira (21).

O documento determina que todos os ambientes fechados devem exigir a comprovação da vacina contra a covid, assim como em ambientes abertos com capacidade superior a 100 pessoas.

A exigência vai ser feita considerando comprovantes oficiais como o conecteSUS, o RN+ Vacina e a própria carteira de vacinação, de papel. “Se você já era para ter tomado a terceira dose, vai ser exigida a terceira dose” explicou o secretário da Saúde do RN, Cipriano Maia.

Mossoró Notícia

Brasil tem 63.292 casos de Covid-19 em 24 h, maior número desde setembro de 2021

Nas últimas 24 horas o Brasil registrou 181 mortes e 63.292 novos casos de Covid-19, maior número de contaminações desde setembro de 2021, segundo dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) divulgados nesta sexta-feira (7).

Com a atualização dos números, o país já soma 619.822 mortes e 22.450.222 contaminações pela doença.

O registro de casos desta sexta-feira foi o maior desde 18 de setembro de 2021, quando a divulgação de dados represados apresentou 150.106 contaminações pela doença.

Cnn

Mundo bate novo recorde com 2,59 milhões de casos de Covid em 1 dia

Em meio à proliferação da variante ômicron do novo coronavírus, o mundo registrou um novo recorde de novos casos de Covid-19 em 24 horas, com 2,59 milhões de infectados. Mas, com o avanço da vacinação, as mortes seguem em trajetória de queda.

O país com mais casos registrados foi novamente os Estados Unidos, mas os 869 mil novos casos de terça-feira (4) ficaram abaixo do recorde de 1,08 milhão de infectados de segunda-feira (3). A ômicron já é responsável por 95,4% das novas infecções no país.
O segundo com mais casos foi a França, que registrou mais de 271 mil novos infectados. Antes da atual onda de Covid-19, o país nunca tinha tido mais de 118 mil infectados em um único dia.
Quarto país com mais casos confirmados, a Itália também registrou um novo recorde de infectados: 170 mil. Antes da atual onda, o país nunca tinha tido mais de 40 mil infectados em um único dia.

Pastor Miranda Passa mal depois de culto e segue internado

O Pastor Francisco Cícero de Miranda, presidente da Igreja Evangélica Assembleia de Deus de Mossoró, passou mal, Sábado (4) de dezembro, logo depois do culto geral de Missões em Mossoró

Em contato com o blog do cleiton albino o Pastor Wendell Miranda, líder da Assembleia de Deus de Baraúna, e filho do Pastor Miranda, confirmou a informação e acrescentou que o estado de saúde do líder assembleiano segue estável.

O estado de saúde do Pastor está estabilizado, Medicado e em observação. Está na UTI por precaução devido o histórico clínico. 

O quadro está sendo avaliado . 

A probabilidade é que tenha sido uma angina (dor do músculo do coração) que merece atenção mas está estabilizado. Informações do Pastor Wendel Miranda

Vamos orar pelo pastor!