Mais um pulou do barco: controlador-geral do município de Mossoró está de saída

O prefeito Allyson Bezerra (SD) terá que fazer mais uma mudança na equipe. Desta vez quem está de saída é o controlador-geral do município Claudemberg Dantas.

Segundo revelou o Blog do Carlos Santos ele pretende retomar as atividades na iniciativa privada como consultor em áreas públicas.

O prefeito Allyson Bezerra (SD) deve anunciar o substituto na próxima semana.

SOLDADO JADSON NÃO DECOLA E PREFEITO ALLYSON PODERÁ MUDAR

O Prefeito de Mossoró Allyson Bezera já demostra desconfortável com o Pré-candidato a deputado estadual Soldado Jadson, a qual não vem engrenando e nem empolgando os Mossoroenses.

O prefeito de Mossoró está tendo dificuldade em emplacar as pré-candidaturas dos seus candidatos no pleito desse ano, o seu escolhido a Deputado Estadual Soldado Jadson, não vem empolgando suas bases, devido ao histórico político de Rosalbista de carteirinha, desgastado nas suas duas bases políticas, o bairro Vingt Rosado e corporação da Polícia Militar.

Como escreveu Bruno Barreto “Disputar eleições parecia ser coisa do passado. Tanto que em 2020 ele não tentou um novo mandato na Câmara Municipal”. Essas questões vêm pesando no decorrer do caminhar.

VAMOS RELEMBRAR:

O vereador Cabo Tony (SOLIDARIEDADE), vinha se destacando na cidade também com o seu nome ventilado a disputa eleitoral desse ano, nos bastidores dizem até que o prefeito prometeu-lhe o apoio, porém como todos sabemos o prefeito de Mossoró não aceita destaque só quem brilha é ele, e automaticamente escolheu um nome ligado ao próprio Tony da mesma classe os MILITARES, em uma forma de desarticular toda base do vereador Tony Fernandes, porém repercutiu muito negativo para Allyson e nos quatro cantos da cidade de Mossoró os MILITARES demostram totalmente descontentamento com a escolha do Prefeito.

Há ainda quem diga que o prefeito está blefando e em março ele anunciará a esposa como a candidata, essa é uma das teses do Radialista Wilton Medeiros.

Gusttavo Lima vai deixar a Sony e criar a própria gravadora

Em 2018, o mercado fonográfico foi pego de surpresa quando o cantor Gusttavo Lima saiu da Som Livre e se transferiu para a Sony Music em um dos maiores acordos financeiros de que se tem notícia na música do Brasil. Na época, especulou-se que a multinacional da indústria fonográfica desembolsou cerca de 40 milhões de reais para ter o cantor no seu casting. A ida de GL mudou a Sony, que contratou outros grandes nomes do cenário, e, com a venda da Som Livre, acabou se tornando a maior gravadora do país.

Nesse meio tempo, muita coisa mudou: a pandemia aqueceu muito o mercado digital da música. A Som Livre acabou sendo vendida para a Sony internacional e a Virgin (braço da Universal Music) chegou ao Brasil com força e contratou nomes muito poderosos, como Henrique e Juliano.

Agora, a coluna LeoDias anuncia uma nova reviravolta no mercado da música do Brasil. O contrato de Gusttavo Lima com a Sony, que termina no ano que vem, não será renovado. E o mais impressionante: muito em breve surgirá a Balada Records, a gravadora de Gusttavo Lima.